É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.

É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.
OS JUDEUS SÃO OS QUE SABEM QUEM É JUDEU E QUEM NÃO O É.
É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.

http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1216626/jewish/Quem-Judeu.htm


______________________________________________________________________________


[Blog (todo) revisado em 17/10/13.]

"[Em breve,] toda a Terra estará repleta do conhecimento de HASHEM, assim como as águas cobrem o mar."
- Ieshaiáhu (Livro Judaico do Profeta Judeu Isaías) 11:9

A vida é um aprendizado para todos, sem exceção, sempre, e para sempre. E se aprende ou pelo amor ou pela dor.
- O Blog

"O judaísmo identifica-se como um ato de D-us na história da humanidade."
- Herman Wouk

"Os 10 Mandamentos foram uma revelação única na história da humanidade. [Ela foi] ouvida por todo o povo judeu (aproximadamente 3 milhões de pessoas) aos pés do Monte Sinai ... . Israel é o povo que revela a vontade de D-us. Tem por tarefa e objetivo ser o coração da humanidade, uma fonte de vida espiritual para os outros povos."
- Raphael Shammaho

"Feliz é a nação cujo D-us é HASHEM, o povo que 'ELE' escolheu para Sua propriedade. Pois D-us escolheu Yaacov para SI, Israel como Seu tesouro. Feliz é o povo cujo D-us é HASHEM."
- Tehilim (Livro Judaico dos Salmos) 33:12; 135:4; 144:15

"Envia Tua luz e Tua verdade, que elas me conduzam; elas me trarão ao monte do Teu Santuário [o Judaísmo] e às Tuas moradas [os judeus]. Então ... eu Te louvarei ..., ó D-us, meu D-us!"
- Tehilim (Livro Judaico dos Salmos) 43:3, 4

sábado, 15 de agosto de 2015

O tema Mashiach explícito na Torá

B"H.

A Parashá Balac. O tema Mashiach explícito na Torá

"Uma estrela empreenderá o caminho de Yaacov, e surgirá um líder de Israel" (Bamidbar [Núm.] 24:17). A profecia de Bilam que aparece em nossa Parashá é um dos contados lugares do Pentateuco (Chumash) onde há claras alusões sobre a completa Redenção nas mãos do Mashiach. Este parágrafo é aberto por Bilam através da proclamação: "Vem, aconselhar-te-ei o que farás, e te avisarei o que este povo fará ao teu povo no fim dos dias." (Vers. 14) Em seguida, o texto prossegue com sua profecia sobre a era futura. No final de seu Código de Leis, o Yad HaChazaká, quando o Rambam trata sobre as leis do Rei Mashiach, escreve : "também na porção de Bilam, ele profetiza sobre dois mashiachim: o primeiro Mashiach que é David, que salvou Israel de seus opressores, e o último Mashiach que há de surgir de entre seus filhos e que salvará Israel dos filhos de Essav. Esta passagem relata:
'Eu o vejo, mas não agora' - este é David;
'Eu o vislumbro, mas não de imediato' - este é o Rei Mashiach;
'Uma estrela empreenderá o caminho de Yaacov' - este é David;
'e haverá de surgir um líder de Israel' - este é o Rei Mashiach;
'E quebrará os lados de Moav' - este é David;
'E dominará todos os descendentes de Shet' - esse é o Rei Mashiach."
Esta combinação entre David e o Mashiach requer explicação. Se se trata de salvadores de Israel, quem se encontra mais perto que todos do Mashiach é, à primeira vista, Moshé Rabeinu, sobre quem está escrito: "o primeiro salvador é o último salvador". Devemos dizer que, especificamente na relação com o Rei David que se expressa a característica essencial do que investe o Mashiach. Um dos pontos que o Rambam destaca nas leis é "que não suba em tua mente que o Rei Mashiach terá de fazer milagres e maravilhas e trazer novas criações para o mundo". O que o Mashiach fará? O Rambam detalha: "o Rei Mashiach se levantará e restituirá a monarquia à Casa de David, retornando-o a sua soberania inicial, e construirá o Sagrado Templo e reunirá os dispersos de Israel, e em seus dias voltarão a estar vigentes todas as leis como era antes". O Rambam nos disse aqui que a função principal do Mashiach é devolver a seu lugar a monarquia da Casa de David e conseguir a perfeição no cumprimento da Torá e das Mitsvot (que hoje não é possível alcançar). Por meio do mashiach restabelecer o Reino da Casa de David, construir o Templo Sagrado, e reunir os dispersos de Israel, que será dado ao povo judeu a possibilidade de voltar a viver uma vida judaica plena e íntegra, como foi nos dias do rei David.
Sendo que esta é a essência da função do Mashiach, também a forma de identificar o Mashiach está dentro deste esquema. O Rambam enfatiza que o Mashiach não precisa fazer sinais e maravilhas. Brinda-nos outro critério: "e se um rei surgir da Casa de David, que estuda a Torá e se ocupa das Mitsvot de acordo com a Torá escrita e oral como David seu pai, e conduzir todo Israel a caminhar nela, e reforçar suas brechas, e lutar as guerras de Hashem, etc.; poderemos com segurança considerar que este judeu é o Mashiach ("bechezkat Mashiach"). E quando completar exitosamente esta missão, e conquistar todas as nações em seu redor e construir o Templo Sagrado em seu lugar, e reunir os dispersos de Israel - esse definitivamente é o Mashiach". À luz do exposto, se entende com clareza a combinação do Rei Mashiach com o rei David. O reino de David representa a vida de Torá e Mitsvot em seu nível íntegro e completo, um nível de integridade que não existe em nossos dias, enquanto ainda estamos no exílio. A função do Rei Mashiach (pelo menos na primeira época a partir de sua chegada) é nos tirar desta situação e fazer voltar a perfeição faltante na vida da Torá e das Mitsvot. Ele reconstruirá o Sagrado Templo e possibilitará a todo o povo de Israel viver uma vida judaica plena. A isto aludiu Bilam em sua profecia, e isto esperamos ansiosamente e rezamos a Hashem cada dia.

(VIENEMASHIAJ.)

Traduzido do espanhol por "Bnei Noach"/"Noahides"/"Noa[rri]das" estudando a bíblia JUDAICA ou Tanach (obviamente, de acordo com o Judaísmo).

Mashiach já.