É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.

É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.
OS JUDEUS SÃO OS QUE SABEM QUEM É JUDEU E QUEM NÃO O É.
É O JUDEU (e não o não-judeu) QUEM DEFINE O QUE É JUDEU E QUEM É JUDEU.

http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1216626/jewish/Quem-Judeu.htm


______________________________________________________________________________


[Blog (todo) revisado em 17/10/13.]

"[Em breve,] toda a Terra estará repleta do conhecimento de HASHEM, assim como as águas cobrem o mar."
- Ieshaiáhu (Livro Judaico do Profeta Judeu Isaías) 11:9

A vida é um aprendizado para todos, sem exceção, sempre, e para sempre. E se aprende ou pelo amor ou pela dor.
- O Blog

"O judaísmo identifica-se como um ato de D-us na história da humanidade."
- Herman Wouk

"Os 10 Mandamentos foram uma revelação única na história da humanidade. [Ela foi] ouvida por todo o povo judeu (aproximadamente 3 milhões de pessoas) aos pés do Monte Sinai ... . Israel é o povo que revela a vontade de D-us. Tem por tarefa e objetivo ser o coração da humanidade, uma fonte de vida espiritual para os outros povos."
- Raphael Shammaho

"Feliz é a nação cujo D-us é HASHEM, o povo que 'ELE' escolheu para Sua propriedade. Pois D-us escolheu Yaacov para SI, Israel como Seu tesouro. Feliz é o povo cujo D-us é HASHEM."
- Tehilim (Livro Judaico dos Salmos) 33:12; 135:4; 144:15

"Envia Tua luz e Tua verdade, que elas me conduzam; elas me trarão ao monte do Teu Santuário [o Judaísmo] e às Tuas moradas [os judeus]. Então ... eu Te louvarei ..., ó D-us, meu D-us!"
- Tehilim (Livro Judaico dos Salmos) 43:3, 4

domingo, 7 de novembro de 2010

1914: ano do estabelecimento do Reino Messiânico?

O torrevigianismo afirma que 1914 foi o ano do estabelecimento do Reino Messiânico. Mas onde esse “reino” foi estabelecido que não se pode observá-lo? Segundo ele, no céu. Ensina a bíblia judaica ou Tanach que o Reino Messiânico é um Reino celestial (em vez de terrestre)? Ensina a bíblia judaica ou Tanach que o mashiach (o Rei do Reino Messiânico) é um espírito (em vez de um humano)?
O rabino I. Rubin explica resumidamente o que a bíblia judaica ou Tanach ensina sobre o mashiach e o seu Reino Messiânico:
O Mashiach será “um humano descendente do Rei David, comprometido com toda a Torá, [que] reunirá todos os judeus em Israel, reconstruirá o Templo e trará a paz universal.”
Vejamos alguns textos bíblicos:

“Aproximam-se os dias − diz [ADONAI*] − em que tornarei realidade a boa palavra que pronunciei em relação à Casa de Israel e à Casa de Judá. Naqueles dias, nesta época, farei com que da semente de David brote um rebento [o mashiach] pleno de retidão, que saberá praticar justiça e retidão nesta terra [de Israel]. Naqueles dias, Judá será redimida e Jerusalém viverá em segurança, e o nome pelo qual ela (Jerusalém) será chamada significará ‘[ADONAI*] é nossa retidão’.”
Irmiáhu (Jeremias) 33:14 ao 16; também 23:5 e 6

“Porque assim disse [ADONAI*] Deus: Eis que Eu mesmo buscarei Minhas ovelhas [os judeus] e as reunirei. E as recolherei dentre os povos de sua dispersão, as trarei dos países para onde foram, voltarei a reuni-las em sua própria terra [a terra de Israel]... . E sobre elas porei um pastor que delas cuidará − [o descendente do] Meu servo David [, o mashiach,] as apascentará e será o seu pastor!”
Iechezkel (Ezequiel) 34:11, 13, 23, 24; também 36:24 ao 29; Irmiáhu (Jeremias) 32:37 ao 41; 33:7 ao 9
“Assim disse [ADONAI*] Deus: Eis que tomarei os filhos de Israel [e de Judá] dentre as nações para onde foram, e os reunirei de todas as partes e os trarei de volta à sua própria terra [a terra de Israel]; e farei deles [dos filhos de Israel e dos filhos de Judá] uma nação sobre as montanhas da terra de Israel, e um só rei terão... . E o [descendente do] Meu servo David [, o mashiach,] será rei sobre todos eles, será seu único pastor... . E habitarão na terra que dei ao Meu servo Jacob,... eles, seus filhos e seus netos para sempre; e [o descendente do] Meu servo David [,o mashiach,] será seu príncipe para sempre. E farei com eles uma aliança de paz, e ela será uma aliança eterna com eles;... e porei para sempre Meu Santuário [o Templo] em seu meio. E as nações saberão que Eu sou [ADONAI*] que santifica Israel, quando o Meu Santuário estiver no meio deles para sempre.”
Iechezkel (Ezequiel) 37:21, 22, 24 ao 28

“Será, então, que chamarão Jerusalém de trono de [ADONAI*], e a ela virão todas as nações para se unirem ao nome de [ADONAI*], em Jerusalém; e não mais se deixarão dominar pela teimosia de seus corações perversos.”
Irmiáhu (Jeremias) 3:17

“[ADONAI*] agirá com rigor para com [os povos], mostrando quão vãos são seus deuses; e virão a se prostrar perante Ele cada povo do seu lugar, até os mais distantes.”
Tsefaniá (Sofonias) 2:11

“Canta e regozija-te, ó filha de Tsión, porque eis que virei para morar em teu meio − diz [ADONAI*]. − Naquele dia, muitas nações se unirão a [ADONAI*]; todas elas constituirão Meu povo, e habitarei no meio de ti... . Assim disse [ADONAI*]: Retornarei a Tsión e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém será chamada de ‘Cidade da Verdade’, e a montanha de [ADONAI*] dos Exércitos, ‘Monte Sagrado’. Assim disse [ADONAI*] dos Exércitos: Há de ocorrer ainda, que povos e moradores de muitas cidades virão, falando uns aos outros e dizendo: ‘Apressemos-nos para ir implorar perante [ADONAI*] e buscar [ADONAI*] dos Exércitos! Eu também irei!’ Sim, muitos povos e nações poderosas virão para buscar [ADONAI*] dos Exércitos em Jerusalém e para implorar perante [ADONAI*]! Assim disse [ADONAI*] dos Exércitos: Naqueles dias, dez homens de diferentes línguas e de todas as nações segurarão a orla das vestes de um judeu, dizendo: ‘Iremos contigo, porque sabemos que Deus está contigo!’”
Zechariá (Zacarias) 2:14 e 15; 8:3, 20 ao 23; também Ieshaiáhu (Isaías) 2:1 ao 4

Como a própria História bem atestada, nunca houve (nem no primeiro século da nossa era, nem em 1914) em Jerusalém, na Terra de Israel, um Rei chamado Jesus ou Ieshúa, muito menos ainda que estabeleceu o Reino Messiânico e inaugurou a Era Messiânica. Obviamente que só saberemos quem é realmente o mashiach quando as profecias messiânicas forem cumpridas, e é escancaradamente evidente que as profecias messiânicas ainda não foram cumpridas. Absolutamente ninguém pode negar que o Reino Messiânico ainda não foi estabelecido (com exceção dos próprios torrevigianistas que, por motivos mais que óbvios, também só podem afirmar que esse reino foi estabelecido no céu, já que lá não pode ser verificado, mas mesmo assim não podem negar que a Era Messiânica ainda não começou).
É natural que a palavra mashiach e seus derivados só podem ser corretamente entendidos correlacionados:

mashiach → (estabelece o seu) Reino Messiânico → (e inaugura a) Era Messiânica;

mashiach → (inaugura a) Era Messiânica → (ao estabelecer o seu) Reino Messiânico;

• (estabelece o) Reino Messiânico → (o) mashiach → (e inaugura a) Era Messiânica;

• (estabelece o) Reino Messiânico → (e inaugura a) Era Messiânica → (o) mashiach;

• (inaugura a) Era Messiânica → (o) mashiach → (ao estabelecer o seu) Reino Messiânico;

• (inaugura a) Era Messiânica → (ao estabelecer o seu) Reino Messiânico → (o) mashiach.

Como também:

mashiach (cumpre as) → Profecias Messiânicas;

• Profecias Messiânicas (são cumpridas pelo) → mashiach.

Portanto, está óbvio e evidente que a Era Messiânica não foi inaugurada porque o Reino Messiânico não foi estabelecido, porque o mashiach ainda não veio (em outras palavras, as profecias messiânicas ainda não se cumpriram porque o mashiach ainda não veio).

Por isso, judeus e noarridas ainda aguardam ansiosamente a vinda do verdadeiro mashiach, e que seja brevemente, em nossos dias.

Bíblia Hebraica por David Gorodovits e Jairo Fridlin, Editora & Livraria Sêfer.

* Ocorrências do "NOME" (na verdade, da REFERÊNCIA ou ALUSÃO) DO AQUILO INFINITO. ESTE "NOME" é cognominado de “Tetragrama”, “que tem quatro letras”. Estas letras são Y, H, V, H. ESTE "NOME" ocorre 6.823 vezes no hebraico da bíblia Judaica ou Tanach. É necessário saber que não devemos dizer ESTE "NOME", pronunciando-o como escrito. ESTE "NOME" tem de ser pronunciado (na leitura bíblica e de rezas) como ADONAI (= MEU MESTRE). Quando nos referimos ao AQUILO INFINITO pelo Seu "NOME" (REFERÊNCIA/ALUSÃO) Particular (fora da leitura bíblica e de rezas), O chamamos HASHEM (= O NOME).